sexta-feira, 23 de agosto de 2013

DELÍCIAS SEM GLÚTEN

Linda a Cartilha de Receitas da Miriam Pereira - Rio Sem Glúten.


Para ler a cartilha clique no link: 
http://www.riosemgluten.com/delicias_sem_gluten_miriam_pereira.pdf

Bom Apetite!

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Uma boa noção do que sua alimentação pode estar fazendo com seu intestino.

Este é outro profissional que respeito:

O Dr. Hiromi Shinya é uma autoridade mundial em colonoscopia do intestino, nesta entrevista ele demonstra que, você é o que você come e bebe.


Entrevista com Dr. Hiromi Shinya





Várias Visualizações do Intestino e Doenças




       ANTES           /         3 Meses DEPOIS



De forma mais detalhada devemos:

 - consumir verduras, legumes, frutas, cereais integrais, algas marinhas diariamente; 
 - evitar doces, refrigerantes, frituras, leite, derivados do leite, produtos de origem animal, alimentos que contêm ou que são preparados com muita gordura;
 - tomar água de boa qualidade; 
 - consumir suplementos alimentares de qualidade comprovada que propiciam o bom funcionamento do intestino;
 - fazer exercícios físicos regularmente;
 - sono reparador; 
 - dedicar alguns minutos do dia para fazer um relaxamento, respirando com calma e  profundamente;
 - manter a temperatura do corpo sempre estável (entre 36,5ºC a 37,5ºC);
 - evitar cigarros e ambiente de fumantes;
 - evitar bebidas alcoólicas;
 - comer com calma em horários regulares;
 - evitar incidência de raios ultravioletas e
 - se usar aparelhos eletrônicos, que seja moderadamente.

Cuide-se!

Entrevista Dra. Denise Carreiro durante Evento Glúten Free - Atualidades Sobre o Glúten.


Programa Mais Saúde 09/08/13



quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Você está usando o vaso sanitário de forma correta? Este vídeo apresenta uma teoria interessante:

Um projeto chamado Squatty Potty produziu um vídeo educativo que orienta a forma correta de sentar no trono e garantir um resultado satisfatório para o ato, como para o corpo.


Acredito que esta teoria seja relevante, principalmente para pessoas que trabalham o dia inteiro sentadas.

Abaixo o vídeo educativo sobre os efeitos da postura no vaso sanitário imprópria e como ela pode afetar  na sua saúde, ajudar a prevenir problemas de cólon comuns, tais como: hemorroidas,  prolapso de órgãos pélvicos e constipação com cócoras para eliminar. 

video


Fonte: 


Chef Jamie Oliver Contra o McDonald’s

Jamie Oliver denuncia uso de hidróxido de amônio no McDonald's.

Desde abril de 2011, o chef Jamie Oliver junto com a opinião pública  buscam "convencer" a mais poderosa cadeia de Junk Food do mundo a acabar com o uso de amoníaco em seus produtos alimentícios.

De acordo com Oliver, as partes gordurosas da carne são “lavadas” com hidróxido de amônia e, em seguida, são utilizadas na fabricação do “bolo” de carne para encher o hambúrguer. Antes deste processo, de acordo com o apresentador, essa carne já não era apropriada para o consumo humano.

Oliver, chef ativista radical neste assunto, assumiu uma guerra contra a indústria de alimentos, diz: estamos falando de carne que tinha sido vendida como alimento para cães e após este processo é servida para os seres humanos. Afora a qualidade da carne, o hidróxido amônia é prejudicial à saúde.

Qual dos homens no seu perfeito juízo colocaria um pedaço de carne embebido em hidróxido amônio na boca de uma criança?

Em outra de suas iniciativas Oliver demonstrou como são feitos os nuggets de frango: Depois de serem selecionadas as “melhores partes”, o resto- gordura, pele, cartilagem, víceras, ossos, cabeça, pernas -  é submetido a uma batida -  separação mecânica -  é o eufemismo usado por engenheiros de alimentos, e, em seguida, essa pasta cor de rosa por causa do sangue é desodorada, descolorida, reodorizada e repintada, capeadas de marshmallow farináceo e frito, este é refervido em óleo geralmente parcialmente hidrogenado.


Massa dos nuggets, apelidada de algo como "lodo rosa" segundo Oliver.
Nos EUA, Burger King e Taco Bell já abandonaram o uso de amônia em seus produtos, também por força da opinião pública.

A indústria de alimentos utiliza hidróxido de amônio como um agente anti-microbiano, o que permitiu ao McDonald’s usar nos seus hambúrgueres, o que Oliver alega imprópria para o consumo humano.

Mas o mais irritante é que essas substâncias, à base de hidróxido de amônio, sejam consideradas “componentes legítimos em procedimentos de produção” na indústria de alimentos, com a bênção das autoridades de saúde em todo o mundo. Portanto, o consumidor nunca poderá se informar quais produtos químicos são colocados nestes "alimentos".




Exemplos curiosos:

A International Business Times lista alguns outros produtos químicos questionáveis ​​aparecendo em nossos alimentos:
Propilenoglicol : A química é muito semelhante ao etileno-glicol, um perigoso anti-congelante. Este primo menos tóxico evita produtos se torne muito sólido. Alguns gelados (sorvetes) têm este ingrediente, caso contrário você estaria comendo gelo.
Carmine : Comumente encontrada em corante vermelho, este produto químico vem de cochonilhas esmagadas, pequenos besouros vermelhos que escavam cactos. Cascas do besouro são moídos e constitui a base para a coloração vermelha, encontrada em alimentos que vão desde o suco de cranberry até  M & Ms.
Shellac : Sim, este produto químico usado para terminar produtos de madeira também dá alguns doces o seu brilho. Ele vem da fêmea Lac besouro.
L-cycsteine ​​: Este potenciador de massa  é bem comum, vem de cabelo, penas, patas e cerdas.
Lanolina (base de goma) : Da próxima vez que você mastigar chiclete, lembre-se disso. A gosma da goma vem da lanolina, óleo natural extraído da  do carneiro, que também é usado para suplementos de vitamina D3.
Dióxido de silício : Nada estranho de comer areia, certo? Este agente anti-aglomerante é encontrado em muitos alimentos, incluindo queijo ralado e pimenta do fast food.
Então, o que mudou McDonald para fazer a mudança em sua produção de hambúrguer? Em um comunicado publicado em seu site, diretor sênior do McDonald de sistemas de qualidade Todd Bacon escreveu:
"No início de 2011, tomamos a decisão de descontinuar o uso de carne tratada com amônia em nossos hambúrgueres. Este produto está fora de nossa cadeia de fornecimento desde agosto do ano passado. Esta decisão foi resultado de nossos esforços para alinhar nossa produção aos padrões globais..."
O Departamento de Agricultura dos EUA classifica o produto químico como "geralmente reconhecido como seguro". McDonald diz que parou de usar o produto químico alguns anos atrás e negar que foi devido ao vídeo que veio depois de uma campanha pública contra o hidróxido de amônio pelo chef Jamie Oliver.
Você pode assistir ao vídeo de Jamie Oliver mostrando o processo de utilização de hidróxido de amônio em carne aqui:
Na estréia da temporada Food Revolution, filmado em Los Angeles, que foi ao ar em 12 de abril de 2011, Jamie Oliver demonstra como 70% de carne moída da América contém sobras de peças da carcaça bovina (que apelidou de "lodo rosa"), contendo naturalmente E. coli e salmonella e que tem sido tratado com amoníaco. 
Neste programa, comentam que a carne tratada com amônia pode ser encontrada em praticamente todas as lojas convencionais de supermercado, restaurantes de fast food, muitas cadeias nacionais de restaurantes e cantinas escolares nos EUA. 
A parte mais triste é que o USDA (United States Department of Agriculture ) permite que esta carne tratada amônia seja vendida no mercado, sem a exigência de rotulagem nas embalagens informar ao consumidor de que a carne contém amônia, não permitindo ao consumidor uma escolha.
Este é certamente um beco sem saída, desta forma fica difícil saber como a carne em seu congelador, da mercearia local, a carne de seu hambúrguer ou a do seu restaurante favorito, foram realmente feitas.
Como evitar este veneno? Comprar carne que vem de vacas alimentadas com grama (o que é comum no Brasil), que podem ser encontrados em supermercados naturais e orgânicos e seu mercado local de confiança. 
Não importa o tamanho da sua cidade, sempre procure saber o que você está comendo. Escolha a peça de carne que deseja moer e veja que se trata de uma peça fresca.
Aqui no Brasil, temos a Resolução da Diretoria Colegiada – RDC n. 45, de 03 de novembro de 2010, Dispõe sobre aditivos alimentares autorizados para uso segundo as Boas Práticas de Fabricação (BPF). Vale a pena dar uma olhada:
https://www.google.com.br/#bav=on.2,or.r_cp.r_qf.&fp=f35e8719691ac984&q=ANVISA+uso+de+hidroxido+de+am%C3%B4nia+em+carnes&safe=off


Como vocês já sabem, Produto Alimentício não é Comida!

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Vamos ler os rótulos dos produtos que seus filhos andam consumindo?

Os corantes podem ser:
  • Caramelos, derivado da queima de açúcar;
  • Naturais, à base de plantas ou animais;
  • Artificiais, produzidos via petroquímica ou pelo alcatrão do carvão mineral.
Por mais que a utilização de corantes seja regulamentada, eles podem trazer sérios problemas à saúde. Os corantes de origem artificial são mais propensos a efeitos colaterais de cunho alérgico por serem de origem sintética.
Além de causar alergia em pessoas sensíveis, alguns corantes podem ainda causar danos mais intensos como vômito, asma e até doença renal.
Confira abaixo tabela com alguns corantes, sua utilização e que riscos podem trazer à saúde: 


fonte: http://rspress.com.br/health4life/tag/corantes/


Já escrevi muito sobre isso aqui no blog, mais detalhes procure tópicos como este http://nutrikal.blogspot.com.br/2012/06/o-que-voce-esta-dando-para-seu-filho.html.

 Boa leitura! Boa Saúde!

terça-feira, 6 de agosto de 2013